O milagre do abraço por Ricardo Espeschit

O milagre do abraço por Ricardo Espeschit

13/05/2019
Ricardo Espeschit

Ontem eu estava vendo um desenho com meu filho de 3 anos. Nesse desenho, 2 animais estavam em apuros, porém não se conheciam direito. Um deles queria muito a companhia do outro, era carente , queria um abraço o tempo inteiro, era sempre útil, prestativo, preocupado. Porém o outro personagem era individualista, auto suficiente, queria fazer tudo sozinho e não queria a convivência. Ao final do desenho o abraço ganhou! O personagem mais frágil, dependente, porém positivo, prestativo, amoroso, acabou conquistando e ganhando o tão sonhado abraço verdadeiro! 


Mas na verdade, quem precisava de ajuda era o outro, que estava sozinho no seu mundo intocável. Quando ele se deixou abraçar, naquela hora os problemas sumiram, o carinho de amigo fez toda a diferença, e eles conseguiram superar os problemas.


Quando eles deram o abraço, o Theo, meu filho, me pediu um abraço e disse: eu te amo muito viu papai! E eu fiquei emocionado! Meus problemas diminuíram consideravelmente naquele momento! Fiquei mais feliz! Bem disposto! 


Será que senti isso tudo porque era meu filho e eu o amo muito?

Talvez sim, mas o abraço tem poderes que você nem imagina! 


Uma pesquisa feita pelo professor de psicologia da Carnegie Mellon University, nos EUA, Sheldon Cohen, comprovou que o abraço protege dos efeitos de estresse, da depressão, e da ansiedade. O estudo foi publicado em 2014 na revista Psychological Science.


O abraço libera uma substância chamada ocitocina, muito conhecido por ser o hormônio da felicidade! Essa substância milagrosa alivia dores, relaxa os músculos, reduz a pressão arterial e diminuímos níveis de cortisol. 

Mas, e para aquelas pessoas tímidas ou mais reservadas? Como abraçar? Quando abraçar? 


Você já pensou em fazer uma aula de dança de salão? Além do abraço milagroso, a dança de salão é uma atividade física, que junta o abraço, a música, e o corpo. Além de trabalhar a memória, fazer novos amigos etc... 

Se um abraço pode fazer tudo isso que foi dito nas pesquisas, imagina o poder das danças de salão? 


Está feito o convite! Abrace mais! Se for dançando, melhor ainda! 


Semana que vem irei contar mais sobre os efeitos da atividade física no seu corpo!

Grande abraço!