Auxílio emergencial: Pode ser realizado nos Correios cadastro para benefício

Dentre várias polêmicas causadas pela crise do coronavírus uma das que mais afetam a parcela mais vulnerável financeiramente da população é o auxílio emergencial, que ainda não conseguiu chegar a todos que necessitam dele. Agora, quase um mês depois da segunda parcela do benefício ser liberada, temos uma boa notícia para quem não tem um celular ou computador para requerer a ajuda do governo.

A partir desta segunda-feira (8), as mais de seis mil agências da empresa, presente em todos os municípios do país, estão habilitadas a fazer o cadastramento de quem precisa do benefício. A expectativa é realizar até 27 milhões de atendimentos.

A capilaridade da estatal foi um dos fatores que motivou o acordo, conforme destacou o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni: “Há uma porção importante da sociedade brasileira que é ainda mais vulnerável e que precisa de ajuda para fazer o cadastramento. Então, esse convênio é importante porque os Correios têm uma vasta capilaridade em todas as cidades brasileiras. As agências dos Correios, já a partir desta segunda-feira, estão preparadas para receber as pessoas”, afirmou.

Para o presidente dos Correios, general Floriano Peixoto Vieira Neto, o contrato assinado na última sexta-feira (5) é uma oportunidade para a empresa reafirmar seu compromisso social. “Para os Correios, essa é uma missão que vai além de colocar à disposição do cidadão a nossa rede de agências. É com orgulho e comprometimento que os nossos empregados se dispõem a atender e aproximar os brasileiros nesse momento de dificuldade que atravessamos”, ressaltou.

A população sem acesso aos meios digitais terá o cadastro feito gratuitamente por funcionários dos Correios. Os demais interessados que possuem condições de acesso à internet devem fazer o cadastro no aplicativo ou site da Caixa Econômica Federal ou da Dataprev. “É um serviço para buscarmos os mais vulneráveis, que vão fazer o cadastramento assistido por um funcionário dos Correios. Ele vai cuidar de todos os detalhes para cumprirmos o nosso compromisso, que o presidente Bolsonaro nos determinou, de que nenhum brasileiro vai ficar para trás”, afirmou o ministro Onyx Lorenzoni.

Vale dizer que os atendimentos serão realizados de acordo com o mês de nascimento para evitar aglomerações e contaminações pelo coronavírus. O calendário semanal fica assim:

Segunda-feira: nascidos em janeiro e fevereiro;

Terça-feira: nascidos em março e abril;

Quarta-feira: nascidos em maio e junho;

Quinta-feira: nascidos em julho, agosto e setembro;

Sexta-feira: nascidos em outubro, novembro e dezembro.

Dessa forma, fique atendo para o dia e a documentação da qual falaremos a seguir, para evitar saídas desnecessárias de casa e não perder tempo em requerer o benefício caso você tenha direito a ele.

Documentação exigida

Para realizar o cadastro nos Correios fique atento à documentação exigida. Os usuários devem comparecer portando:

Documento de identificação com foto e nome da mãe do usuário;

CPF do usuário e dos membros da família que dependem da sua renda;

Dados bancários do usuário ou documento de identificação para abertura de conta digital, que podem ser:

RG;

CNH;

Carteira de Trabalho – CTPS;

RNE;

CIE;

Passaporte

Lembrando que a conta digital somente será aberta para usuários que ainda não tiverem uma e forem aprovados para o benefício.

Acompanhamento da solicitação

Ao final do atendimento, o usuário receberá um protocolo de cadastro, que poderá ser utilizado com o CPF para verificar o status da análise do pedido de Auxílio Emergencial em qualquer agência dos Correios após o prazo de retorno determinado pela Dataprev no ato do cadastro. Lembrando que a maioria das agências funciona das 9 às 17 horas de segunda a sexta-feira.

Além das agências dos Correios, usuários poderão consultar o status do benefício nos canais da Caixa, Ministério da Cidadania e da DataPrev ou ainda pelo telefone 121.

A expectativa é que 27 milhões de pessoas sejam atendidas nessas agências. Vale lembrar que aqueles que têm acesso à internet de casa via computador ou celular devem preferencialmente requerer o Auxílio Emergencial em casa pelo site da Caixa Econômica Federal ou ainda pelo site da Dataprev 

O cadastro realizado nos Correios é totalmente gratuito e deve ser realizado pelo titular do benefício, portanto fique atento à documentação. Vale lembrar que o Auxílio Emergencial poderá ser utilizado em diversos serviços como recarga de celulares, pagamentos de contas e muito mais, tudo para evitar aglomerações ao pagar contas e utilizar outros serviços.

Vale dizer que os Correios não serão responsáveis por qualquer pagamento de Auxílio Emergencial, pois ele será distribuído por depósito em conta ou ainda pelo aplicativo Caixa Tem.

Utilizamos seus dados para analisar e personalizar nossos conteúdos e anúncios durante a sua navegação em nossa plataforma e em serviços de terceiros parceiros. Ao navegar pelo nosso site, você nos autoriza a coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades. Em caso de dúvidas, acesse nossa Política de Privacidade.